Narrando a Conquista: como a historiografia leu e interpretou os acontecimentos ocorridos no México entre 1519 e 1521

Palavras-chave: América Hispânica, Historiografia, Colônia

Resumo

Este texto busca analisar a historiografia da Conquista do México, partindo de seus alicerces no século XIX: William H. Prescott, nos Estados Unidos, e autores nacionalistas mexicanos, como Vicente Riva Palacio e Samuel Ramos. Passamos em revista várias revisões que a Conquista recebeu no século XX, quando seu status de episódio fundador ou norteador foi lido como trauma, como evento espanhol ou hispano-indígena, como dominação cultural do outro, como episódio menor em um enredo muito mais amplo, entre outras possibilidades. Em seguida, buscamos apontar algumas abordagens recentes, como a etnogênese trabalhada por Guillaume Boccara e Federico Navarrete Linares, e a Nova História da Conquista, adotada, entre outros, por Matthew Restall. Por fim, propomos uma interpretação dos caminhos atuais da Conquista do México como tema e objeto da historiografia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luis Guilherme Kalil, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
Doutor em História Cultural pela Unicamp. Professor de História da América Colonial e América Independente no século XIX na UFRRJ (IM/Nova Iguaçu). Autor e organizador de livros e artigos sobre a História das Américas, como Filho de Adão: as teorias sobre a origem dos indígenas (séculos XVI e XIX), Sobre o Novo Mundo: a história e a historiografia das Américas na Primeira Modernidade em dez entrevistas e Cronistas do Caribe.
Luiz Estevam Fernandes, Universidade Federal de Ouro Preto
Doutor em História Cultural pela Unicamp. Professor de História das Américas na UFOP. Autor e organizador de diversos livros sobre a História das Américas, com destaque para a coleção As Américas na Primeira Modernidade (3 volumes), Contributions to theory and comparative history of historiography e Patria Mestiza.
Publicado
2019-08-27
Como Citar
KALIL, L. G.; FERNANDES, L. E. Narrando a Conquista: como a historiografia leu e interpretou os acontecimentos ocorridos no México entre 1519 e 1521. História da Historiografia: International Journal of Theory and History of Historiography, v. 12, n. 30, 27 ago. 2019.
Seção
Artigo