Pintura de uma paisagem

Submissão de artigos - Dossiê

CALL FOR ABSTRACTS – WHAT MAKES HISTORY PERSONAL?

História da Historiografia’s editors are happy to announce a call for abstracts for the theme issue “What makes history personal?”, to be guest-edited by Kalle Pihlainen (Tallinn University) and Pedro Caldas (UNIRIO). 

Those interested in taking part are invited to send an abstract of 500–800 words in either docx or pdf format to historiadahistoriografia@hotmail.com in English by the end of February 2019. The abstracts will be peer-reviewed and selected authors will be asked to submit their papers by July 31st, 2019. 

The aim of our proposal is to examine how ‘historicity’ and diverse understandings of the past interfere in the writing of history. Specific issues to be addressed can include, but are not limited to: the intertwining between a historian’s life and work, in which one’s authorial imprint is clear and irreplaceable; the formulation of a view of history in which the frontiers between one’s personal setting and the contemporary political milieu are blurred; the close connection between the building/construction of a personal and a collective identity; the relevance of historical writing for personal orientation and identity in a time of crisis; the identification between the historian and his or her object.

 

CHAMADA PARA RESUMOS – O QUE FAZ DA HISTÓRIA ALGO PESSOAL?

Os editors de História da Historiografia anunciam, com prazer, uma chamada para resumos para o dossiê “O que faz da história algo pessoal?”, a ser organizado por Kalle Pihlainen (Universidade de Tallinn) e Pedro Caldas (UNIRIO).

Os interessados em participar estão conviados a enviar um resumo de 500 a 800 palavras em docx ou pdf, em inglês, até o fim de fevereiro de 2019. Os resumos serão avaliados por pareceristas e os autores escolhidos deverão enviar os seus artigos até 31 de julho de 2019.

O objetivo de nossa proposta é compreender como a ‘historicidade´ e diversas compreensões do passado interferem na escrita da história. Seriam particularmente interessantes, por exemplo: a relação entre a vida e a obra do historiador, na qual a marca autoral é clara e insubstituível; a formulação de uma visão de história na qual ficam borradas as fronteiras entre os ambientes pessoal e político; a estreita conexão entre a formação/construção da identidade pessoal e a coletiva; a relevância da escrita da história para a orientação pessoal e a identidade em um tempo de crise; a identificação entre a historiador/o historiador e o seu objeto.

 

 

 

 

 



Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia